Em 30/05/2015 às 00h51

Nossa Senhora do Sagrado Coração

Você sabia que este título dado a Nossa Senhora não é por uma aparição? É um título intuído pelo fundador da Congregação dos Missionários do Sagrado Coração. Saiba por quê!

É uma devoção que impressiona por sua originalidade, pois não é a partir de uma aparição como Fátima, Lurdes, Guadalupe, etc. O nome "Missionários do Sagrado Coração" provém de Nossa Senhora do Sagrado Coração, pois toda a obra de fundação desta congregação é tão visivelmente levada a efeito por Nossa Senhora. Pe. Julio Chevalier fez duas novenas pedindo a intercessão de Nossa Senhora para que pudesse conseguir recursos pra fundar a congregação e obter recursos de vida. Junto a novena, fez também uma promessa de considerá-la como fundadora e de trabalhar de um modo todo especial na extensão e propagação do seu culto, se Ela atendesse o pedido. E assim aconteceu, em 8 de dezembro de 1854, dia da Proclamação do dogma da Imaculada Conceição, Pe. Chevalier recebeu as doações necessárias. Explicação do título: Deus não nos dá sua graça senão pelas mãos de Maria. As graças de misericórdia e de amor que se encerram na fonte do Coração de Jesus, podemos recebê-las somente por intermédio de Maria. O título é uma forma de unir as duas grandes devoções da época e para ensinar aos fiéis o meio de ir a Jesus, ao seu Coração, por Maria. Na imagem, Jesus aponta para sua Mãe e ela o Coração do Filho. Quer dizer que Maria, devido a sua maternidade divina, possui um grande poder sobre o Coração de Jesus e que é por meio d’Ela que devemos ir para este divino Coração.

Portanto, por ser uma intuição e não uma aparição, sua imagem é diversa e inculturada onde está. Se está na China, ela traz traços chineses no corpo, roupas, etc. Na Índia, na Coreia, na Espanha, na África, acontece do mesmo modo. É Maria que caminha com seu povo e entra na sua história.

Autor: R. Bruno César do Nascimento, mSC

Comente essa notícia




DESENVOLVIDO POR: